Notícias / Veja nossas novidades


Hospital Dona Helena: preocupação constante com o paciente e o meio ambiente 21 MAR

21/03/2018, postado por Cisa Brasile - Tags: Cisa Brasile, Autoclave, Aquazero, Dia Mundial da Água

Hospital Dona Helena: preocupação constante com o paciente e o meio ambiente

O Hospital Dona Helena (HDH), localizado em Joinville, Santa Catarina, completou 100 anos de existência em 2016. Criado para ser um espaço destinado ao cuidado de idosos e crianças, hoje é reconhecido como uma sólida instituição. Sua história é marcada por muitas conquistas, a maioria delas envolvendo sua responsabilidade maior: a atenção e o cuidado ao paciente. Uma prova disso está na acreditação pela Joint Commission International (JCI), a qual atesta a preocupação constante do HDH em melhorar a segurança dos pacientes e a qualidade dos cuidados de saúde. Aliás, o hospital é a única instituição em Santa Catarina com o selo.

Falando em conquistas, há 15 anos o Dona Helena possui a ISO 9001, certificação da qual se orgulha por ter sido uma das primeiras instituições de saúde no Brasil a conquistar. Além do foco em excelência nas operações, o respeito ao meio ambiente está também em seu DNA.

 

Hospital Dona Helena e sustentabilidade

A preocupação com o meio ambiente é uma marca da instituição. Isso pode ser comprovado com as diversas ações realizadas, como o reaproveitamento da água da chuva, a qual é utilizada nos sanitários e no sistema de refrigeração do centro clínico.

Além disso, em parte da instituição a refrigeração é feita com chillers, o que gera uma economia de energia de até 30%. Se o Dona Helena pode comemorar as conquistas em redução de água e energia, o mesmo acontece com a emissão de gás carbônico, que reduziu com a troca da caldeira por aquecedor de passagem com acumulador na geração de água quente.

O resultado está em uma redução de 44% no consumo de gás natural. Somado a isso, com a instalação do misturador termostático a água já sai pronta e na temperatura ideal para o banho, dando mais conforto ao paciente.

 

O cenário

Diante de tantas ações visando o meio ambiente, o paciente e, por consequência, a redução de custos, a Central de Material e Esterilização (CME) do HDH também investiu em um equipamento que economizasse água, diminuísse os custos e mantivesse a qualidade do processo de esterilização dos materiais.

Ezequiel Josué Zimmermann, Coordenador de Mecânica do HDH, conta que eles começaram a rever oconsumo de água de alguns sistemas do hospital e o monitoramento também chegou à CME, mais especificamente ao equipamento utilizado para esterilização dos materiais (Autoclave). Foi assim que durante seis meses (de final de dezembro de 2016 até junho de 2017), a Autoclave convencional usada pela CME foi monitorada.

É de responsabilidade da equipe de Engenharia Mecânica do Dona Helena manter os equipamentos utilizados em toda a instituição em boas condições de uso. Além disso, os profissionais estão sempre em busca de novas tecnologias que aumentem a produtividade sem que isso prejudique a sustentabilidade do hospital como um todo.

Assim, nesta busca por novidades e pela necessidade de manter suas operações alinhadas com as questões ambientais, o Hospital Dona Helena investiu na Autoclave Aquazero da Cisa.

 

Sobre o produto

Autoclaves são equipamentos para esterilização de materiais cirúrgicos e ambulatoriais. O processo elimina bactérias com vapor de água sob pressão dentro de uma câmara com os materiais já limpos e embalados. Para gerar esse vapor são consumidos cerca de 20 a 30 litros de água por ciclo.

Além disso, para que uma autoclave faça o processo de esterilização dos materiais ela precisará de uma bomba de vácuo que pode funcionar com ou sem água. No caso de utilização de água, é nesta etapa em que se encontra um consumo maior do bem natural, pois são necessários entre 400 e 500 litros para que uma bomba de vácuo retire o ar desta câmara antes de injetar o vapor.

Para entender a dimensão disso, em média, uma autoclave realiza cerca de 10 ciclos diariamente. Em outras palavras, consome entre 4 e 5 mil litros de água somente para fazer o vácuo necessário.

Pensando em solucionar este desperdício, a Cisa desenvolveu a Autoclave Aquazero, a qual está equipada com uma bomba de vácuo que funciona sem água. Isso significa que, ao considerar um hospital com uma média de 10 ciclos diários, são entre 4 e 5 mil litros de água potável que deixam de ser desperdiçados diariamente.

Adicionalmente, a Autoclave Aquazero, que possui uma bomba de vácuo seca, tem a vantagem de durar três vezes mais que uma de bomba de vácuo de anel líquido. Assim, a diferença de custo operacional compensa o investimento em cerca de 2 anos.

Essas características vão ao encontro do que o HDH procura: atender bem o paciente, contribuir com o meio ambiente e, claro, reduzir custos. “O hospital como um todo é sensibilizado (com relação ao meio ambiente). Desde que entram, os funcionários são sensibilizados, já que isso é para benefício tanto do paciente quanto do próprio meio ambiente”, explica Suelen Schtiguel Serpa, enfermeira da CME.

 

Os resultados

Suelen conta que a equipe da CME do Hospital Dona Helena é composta por 24 funcionários e mais 2 maqueiros que atendem à rota do setor em três turnos. A central é responsável pela esterilização de 100% de todo o material da instituição, o que dá em média 41mil itens mensais.

Atualmente, a CME possui duas autoclaves para a esterilização de todos esses materiais, sendo uma delas, a Aquazero. Como ela não utiliza água para fazer o vácuo, o hospital economiza cerca de 10 mil litros diários. Isso significa dizer que com a Autoclave Aquazero o Hospital Dona Helena eliminou o desperdício de aproximadamente 300 mil litros de água por mês.

Ganha o meio ambiente, ganha o HDH. “A Aquazero nos trouxe uma redução de 9% da conta do consumo mensal de água”, revela Ezequiel, comprovando que o investimento na Autoclave desenvolvida pela Cisa trouxe resultados positivos à natureza e às contas do hospital. Suelen comemora essa conquista: “A CME conhece esses dados, sabe da redução do consumo de água. Sabemos que é efetivo e que a longo prazo teremos benefícios ainda maiores para o meio ambiente”.

Para encerrar, o coordenador de mecânica ressalta a importância de todos estarem cientes do que significa atuar em conformidade com o meio ambiente. “Aqui no hospital temos essa visão, pois você investe em sustentabilidade e tem um retorno não apenas da parte sustentável, mas financeiro também”, fala Ezequiel.

Quer saber mais? Assista ao vídeo case: https://goo.gl/U9NkGR



Cisa Brasile Ltda ® - Todos os direitos reservados
Rua Dona Francisca, 8300 - Distrito Industrial, Bloco I, Módulo 1, 2 e 3
CEP: 89239-270 - Joinville - Santa Catarina - Brasil